preview-5

Não muito tempo atrás, FT Island e CNBLUE eram apenas qualificados para serem chamados de um grupo de ídolos. Mas após serem vistos seus talentos ao vivo, eles agora mudaram [a denominação] para banda.

Preconceitos e equívocos são assustadores. AOA, que está na mesma companhia de FT Island e CNBLUE, também estão passando por ideias erradas delas mesmas.

Os três grupos têm em comum o fato de que é a banda que tem a aparência de um ídolo. Mas AOA é um grupo “transformador”, em relação ao seu conceito, que tem a combinação de dois tipos de grupos, um de dança e uma banda.

Ativas como um grupos de sete membros, Jimin (22, guitarra, rap), Choa (23. vocalista principal. guitarra), Yuna (21. teclados), Mina (20. baixo), com a adição da baterista para as atividades da banda, Youkyoung (20), a banda “AOA Black” está completa.

Seolhyun (18), Hyejeong (20) e Chanmi (17) são as três membros especializadas em executar as atividades como atrizes. No entanto, Choa estará nas atividades para o musical ‘High School Musical’ ao mesmo tempo.

Qualquer um pode jogar perguntas hipotéticas como “Elas não são uma banda de ídolos mímica (que finge tocar)?”. O terceiro single álbum do AOA Black ‘MOYA’ que será lançado no dia 26 responderá a questão. Será a plataforma que solidificará sua identidade como banda.

A música título ‘MOYA’,feita pelo compositor Kim Do Hoon, tem o rítimo do reggae e melodia oriental, armonizads com o estilo do reggae. Jimin participou no processo de criação do rap. A outra música, ‘Without You’, é o trabalho do compositor Kim Jaeyang. Uma balada emotiva com sons acústicos e atrantes e notáveis vocais.

Choa: Nós temos muitas deficiências comparadas à outros mais velhos. Especialmente a sensação de desfrutar da apresentação.

Yuna: Olhando as apresentações passadas, nossas expressões estão muito rígidas. Eu tentarei aproveitar mais as apresentações e aparecer com uma expressão mais relaxada.

A só-baterista da banda, Youkyoung, fez uma promessa. [?] Originalmente orientada pelo estilo do rock, “Esse single não é uma música poderosa, então eu supostamente devo ser moderada, mas apesar disso, eu aprendi mais. Não só como baterista, mas eu também me interessei por vários instrumentos.”

As meninas do grupo e da banda, por causa da quantidade de treinos que são exigidos por estarem nas duas unidades, absolutamente não conseguem se manter como o outro time. Enquanto praticava, Jimin sofreu de síndrome do tunel do carpo.

Choa: É verdade que ainda há um longo caminho para nós. Mas, para esse álbum e mais ainda do que para o nosso último, queremos gradualmente mostrar uma aparência melhor.

Dançar e tocar instrumentos musicais. Qual é o mais difícil?

Choa: Instrumentos são mais difíceis. Eu comecei a tocá-los tarde e não era familiar com bandas. Mas meu interesse começou a crescer. É divertido.

Jimin que pensava só na guitarra desde que entrou na FNC, sem pensar na dança, “Meu corpo não segue. É difícil. Eu comecei a dançar tarde, mas agora estou começando a me interessar nisso.”

Yuna que aprendeu piano desde muito nova, “Quando eu entrei na companhia, comecei a dançar tarde então me faltava o básico. Mas agora eu estou gradualmente desenvolvendo a vontade de dançar.”

Mina: Na verdade, o ritmo e os tempos da baixo são difíceis, mas é divertido. No começo eu fazia o slap [movimento comum quando se toca baixo], mas minhas mãos sangravam. Eu comecei a ter calos, mas na companhia, o fato de eu me ver como a única baixista me fazia dar de ombros. [?]

AOA também está acelerando seu avanço internacional. No dia 23, elas terão um showcase no Tokyo Shibuya-AX, no Japão. É um lugar para elas se apresentarem para a indústria musical japonesa. Elas irão apresentar-se tanto com o grupo de dança quanto com a banda versões de sua música de debut, ‘ELVIS’, e seu segundo single, ‘Get Out’.

Maio passado, o AOA teve um showcase no local de maior mercado musical da Ásia, o ‘2013 Digital & Music Matters’, em Singapura.

Jimin: No aeroporta na Coreia, nós não vimos isso, mas os fãs locais vieram até o lugar para tirarem fotos. É incomum, mas também fascinante.

Mais do que nunca, é um pensamento comum para as membros do AOA, tanto do grupo de dança e da banda, apoiar mutuamente as atividades umas das outras.

Choa: O sentimento de liberdade da banda é forte. Graças ao grupo de dança quando estamos ativas, eu acho que esse é o sentimento de estar livre. Interações podem gerar grande força, musicalmente falando.

Jimin: É difícil combinar ambos, mas parece que todas as membros estão crescendo musicalmente. Estou feliz por estar na parte diferenciada.

Os veteranos das bandas FT Island e CNBLUE têm muito a aprender.

Jimin: Quando assisto os shows dos veteranos, como membros de uma banda sua aparência quando respiram é muito legal. No mesmo prédio, quando praticam para o show, eles nos ajudaram muito. Sem muitas palavras necessárias, apenas os olhando nos olhos, estou aprendendo como respirar e tudo mais.

Yuna: Nós temos a oportunidade de mostrar nossas habilidades por meio de uma variedade de programas ao vivo. Eu quero gradualmente mostar que nos somos um grupo que pode variar através de diversas atividades com a banda.

Mina: Eu tenho esperanças de que essa é a nossa oportunidade de mostrar a verdadeira cor do nosso time.

Jimin: Nós recebemos muitos comentários sobre se somos um grupo de dança ou uma banda. Nós temos a vontade de apresentar a banda com performances ao vivo. Dessa vez como uma banda, nós vamos mostrar nossa capacidade, uma banda que também dança. Eu acredito que vocês irão gradualmente nos dar reconhecimento.

Fonte: naver
CR: FYAOA

Sem Comentários 19/07/2013 Posted by: Isabel

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: