[ENTREVISTA] Seolhyun fala sobre sua atuação, personalidade e filmes favoritos para a ‘Vogue Korea’, edição de Abril (PARTE 1)


 
P: Você terminou de filmar seu 3º filme, ‘Ansi City’, no fim de Janeiro desse ano.
S:
Eu estou extremamente aliviada. Começamos a filmar em agosto do ano passado, então filmamos por 6 meses. Essa é minha primeira vez embarcando em um único projeto que durou tanto tempo. Eu tive que manter minha energia do momento que começamos a filmar até o final, então acho que foi um pouco demais para mim.
 
P: Você se sente mais confortável com a atuação?
S:
Sim, sempre me sinto assim. Parece que quanto mais eu me adapto ao desenrolar da filmagem, melhor as coisas fluem.
 
P: Como era o clima durante as filmagens?
S:
Era incrível. Jo Insung sunbae cuidou bem de mim. O ambiente das filmagens sempre era amigável graças aos sunbaes.
 
P: É a sua primeira vez aparecendo em um filme tão grande, certo?
S:
Isso mesmo. Eu nunca vi um número tão grande de atores em uma única cena, então levava tempo para eu me adaptar a cena. Normalmente eu contracenava com 3 ou 4 atores como os meus outros filmes.
 
P: Qual foi a dificuldade durante as filmagens?
S:
Como tinha bastante gente em um mesmo filme, eu não conseguia relaxar. Eu não tenho muita experiencia em atuação, então eu estava sempre em alerta. Eu tentava me mover mais precisamente em frente a camera. O diretor disse que, após assistir minha atuação, que estava indo bem.
 
P: Se o diretor dissesse que você estava indo bem antes do que você esperava, você ficaria relaxada?
S:
Eu continuaria perguntando para ele. Eu fui boa mesmo? Foi realmente bom? Eu até perguntava isso pra ele. Foi tudo bom mesmo? (risos)
 
P: Você é muito cuidadosa e atenciosa.
S:
Somente com o trabalho.
 
P: Seu papel no filme é a Baekha, líder de um grupo militar feminino. Deve ter tido bastante cena de ação.
S:
Eu realmente pratiquei muito.
 
P: Parece que você mostrou confiança.
S:
O filme não vai mostrar muito das minhas cenas de ação, mas eu pratiquei muito para essas cenas. Parece que ficou bom e então estou orgulhosa.
 
P: Quando eu olho para a tela do cinema, eu sinto que você é uma atriz boa em expressar usando seu corpo. Os movimentos são naturais. Acho que é porque você é uma dançarina treinada.
S:
É isso? Na verdade, eu ainda sou muito rígida em frente da camera, então eu tento me concentrar na cena o máximo que consigo. Se tem atores que conseguem analisar cada passo e fazer o papel adequadamente, eu não estou nesse nível ainda. Eu tento, pelo menos, não perder a situação e os sentimentos do dia.
 
P: Se você comparar a Baekha com as outras personagens que você já interpretou, o que tem de novo nesse papel?
S:
É muito diferente. Meu primeiro filme foi Gangnam 1970, onde eu era filha e irmã. Eu também fui filha em Memoir Of a Murderer. Em ambos os filmes minha personagem era movida por outros personagens. Ao invés disso, Baekha é a irmã do Manchoon (Jo Insung), mas ela não o escuta. Não importa o que os outros digam, ela faz o que ela quer fazer. Ela é forte.
 
P: Como é a personalidade da Seolhyun na vida real?
S:
Ela é honesta como a Baekha, mas não tem tanta coragem como ela.
 
P: Você era assim antes? Ou você mudou para ser quem é agora?
S:
Minha coragem foi desenvolvendo com o trabalho. Eu sou bem tímida, mas quando estou na TV, incrivelmente minha segunda personalidade aparece sem eu saber (risos).
 
P: Você se sente mais confortável quando está por trás de outros personagens?
S:
As vezes eu me sentia tão nervosa que queria desistir. Durante as filmagens de ‘Ansi City’, eu fiquei tão nervosa antes de começar a filmar que eu tomava remédios. Eu fiquei preocupada se um filme como esse de tão grande escala fosse atrasado por minha causa.
 
P: Você se sente pressionada por não ser permitida a cometer erros?
S:
Eu tenho um grande senso de responsabilidade e uma missão de fazer bem o meu trabalho.
 
P: Você acha que essa atitude é positiva?
S:
É positiva e funciona se você olhar os resultados, mas é difícil durante o processo. Acho que é por isso que sinto melhor depois que eu termino um projeto.
 
P: Como você se sente no dia antes de da premiere?
S:
Eu não consigo dormir. Eu pensei que era porque eu era novata, mas meus sunbaes também sentem isso. “O que devo responder para as perguntas na conferência?”, eu constantemente me pergunto (risos).
 
P: Quando o filme é lançado, que tipo de reações te faz ficar aliviada?
S:
Eu não acho que eu já tive algo assim… eu nunca escutei nada bom sobre minha atuação.
 
P: De jeito nenhum.
S:
Acho que minha atuação não é satisfatória.
 
P: Que tipo de palavras te faz ficar satisfeita?
S:
“Você está indo bem!”
 
P: Pra você, o que é atuar bem? Acho que as pessoas tem diferentes opniões quanto a isso.
S:
Para mim é dividido em tipos. O primeiro tipo é quando o personagem parece real, o segundo tipo é quando você consegue sentir que a atuação é habilidosa e estruturada. Interessante, sempre quando eu assisto Gong Hyojin sunbae, eu sinto que o personagem da “vontade de chorar ou de rir”. Também acontece com Eddie Redmayne de ‘A teoria de tudo’. Eu fico impressionada como ele consegue se movimentar tão delicadamente. Não é um personagem que você poderia simplesmente fazer por estar imerso nisso. É como se controlasse todo o seu corpo, não é incrível?
 
P: Então, você quer escutar “o personagem parece real”?
S:
Agora estou nesse nível. Enquanto o tempo passa, eu devo me direcionar em uma direção mais habilidosa. Eu não quero apenas focar na situação, eu também quero aprender e estudar técnicas de atuação.
 
P: Olhando seu instagram, parece que você gosta de filmes bastante românticos.
S:
Sim, isso mesmo. Bem, histórias de amor são universais. Todo mundo vive isso e todo mundo sonha com isso.
 
P: Se você fosse fazer uma lista com filmes de romance, qual você colocaria na lista?
S:
Primeiramente, o filme ‘Closer’.
 
P: Com quem você se identificou?
S:
Alice, claro. A idade da personagem e as experiências são bem similares a mim, então foi com quem eu mais me identifiquei.
 
P: E se você fosse fazer uma recomendação?
S:
“O que é o amor verdadeiro?”, o filme pergunta isso, mas você fica mais confuso depois de assistir (risos).
 
P: Mais algum filme?
S:
A teoria de tudo, Notting Hill, Questão de tempo, Simplesmente amor, Azul é a cor mais quente…
 
P: Bastante filme. Tem algum personagem que você gostaria de interpretar?
S:
Comparado com o número de personagens que eu já interpretei, tem muito mais papéis que eu não fiz, então eu gostaria de tentar todos eles.
 
P: Todos tem um personagem que é mais apelativo por instinto.
S:
Como eu sou uma pessoa fraca, eu quero interpretar uma pessoa forte.
 
P: Você não tem medo de encontrar um personagem que seja totalmente diferente de você?
S:
Claro que sim. Mas não acho que eu tenha medo de algo.
 
P: Então você não recusaria uma oportunidade mesmo se tivesse com medo?
S:
Bem… pensando assim, eu recusaria (risos). Mesmo se eu tiver medo, se eu tiver alguma esperança em fazer isso, eu irei agarrar a chance, ou deixar pra la.
 
 
cr: voguekorea + AOABR +gelastic

26 de Março de 2018 Por: admin Marcador: Entrevista,Traduções

Leave a Reply